sábado, 7 de agosto de 2010

Eliminatórias 2011 - União da Ilha do Governador


As eliminatórias da União da Ilha para 2011 mantêm o mesmo nível do ano passado. Sambas de razoáveis para bons, que servem às pretensões de desfile da agremiação. Mais uma vez a Ilha vai abrir um dia de desfiles, desta vez a segunda-feira. Nessa situação a maioria das escolas prefere um samba leve e animado, o que, no caso da Ilha, significa apenas reforçar uma de suas principais características. O enredo sobre as descobertas de Charles Darwin não foi um dos mais expressivos no grupo Especial, mas possibilita a criação de boas soluções visuais para o desfile.
Os sambas inscritos na disputa da escola são, em geral, maiores do que os do ano passado. Não se diferem muito na abordagem do enredo e, como já foi dito, tem uma melodia bastante leve. Um detalhe interessante são as menções à história da própria escola, com citações a sambas antigos famosos, presente no enredo e utilizada pela maioria dos compositores.

O samba de Walkir, David Lima, Jefferson Martin, C.Gaspar, Herbert Rocha e Pablo Lima tem uma bonita melodia, menos leve que os outros. Retrata bem as passagens do enredo, com uma letra poética e bem desenvolvida. A obra ganha força com a interpretação de Wantuir. Interessante o primeiro verso do samba, já que é tradição nos sambas da Ilha dizer que a escola "atravessou o mar". Neste a escola cruza os sete mares, devido à proporção geográfica do enredo.



Autores: Walkir, David Lima, Jefferson Martin, C.Gaspar, Herbert Rocha e Pablo Lima
Intérprete(s): Wantuir

Hoje a Ilha cruza os sete mares
E vem contar a origem da vida
Que o naturalista pesquisou
Essa viagem, o meu samba inspirou
Colhendo em desembarques fascinantes
Vestígios de um passado tão distante
E a teoria vestida de glória
Traçou um novo rumo da história
Na fonte do mundo a vida surgiu
Nos oceanos mergulhou evoluiu

Água gerou a flor e as asas
Onde emergiu um ser que respirou
Rastejando seguiu do chão lá pro céu
Voando coloriu um lindo véu


Das garras de um ser diferente
Aos galhos da transformação
Um ramo desceu para terra
Com ar de grandeza, senhor da razão
Mas a ciência nos iluminou
Revelado o mistério, um grito ecoou
Oh! mãe querida, árvore da vida vou te preservar
Somos fruto da tua energia
Te celebrando no calor dessa folia

Em cada coração, "a União"
Na beleza dos meus versos, "a emoção"
De natureza insulana e aventureira
Eternizando a evolução



O samba de Gabriel Fraga, Barbieri, Ginho, Wagner Mariano, Professor e Fabinho é um dos melhores da disputa. Destaque para o refrão principal, que faz menção ao desfile de 1989 da Ilha, "Festa Profana". É uma obra mais melodiosa, diferente da maioria dos outros sambas. A melodia, aliás, suprime as deficiências da letra, que não é muito desenvolvida e não se aprofunda muito na abordagem do enredo. Mas é uma boa obra, que se destaca nas eliminatórias e pode ir longe na disputa.



Autores: Gabriel Fraga, Barbieri, Ginho, Wagner Mariano, Professor e Fabinho
Intérprete(s): ???

UMA EXPEDIÇÃO VINDA DE ALÉM MAR
VEM DESVENDAR A ORIGEM DA VIDA
DESEMBARQUES FASCINANTES, EM TERRAS TÃO DISTANTES
SEGUE SEU DESTINO A DESBRAVAR
AVENTUREIRA, CHEGA FACEIRA PARA VIAJAR
PASSEANDO PELOS SETE MARES,
COM CHARLES DARWIN A NAVEGAR
E VAI PELO MUNDO AFORA,
EM TANTAS BELEZAS PERCEBER
QUE A NATUREZA NOS MOSTRA
A NOSSA HISTÓRIA NO SEU FLORESCER

MERGULHEI NA POESIA
PISEI FORTE NESSE CHÃO
VÔO LINDO NA AVENIDA
É A VIDA EM EXPLOSÃO


O SOL BRILHOU NO TEMPO,
E VIU SURGIR NO MAR
A MULTIPLICAÇÃO QUE FEZ NASCER TUDO O QUE HÁ
DAS CRIATURAS EM EVOLUÇÃO
À LUZ DO ALVORECER
DA SELEÇÃO DE CADA SER
DOMINAÇÃO, NÃO TEM PORQUE
REVELAÇÃO, NESSA ARVORE EU VEJO VOCÊ
O MISTÉRIO DESSA VIDA É VIVER,
RENASCE EM CADA AMANHECER!

LEMBRA DA ÁGUA QUE É DE CHEIRO, QUE VOCÊ SENTIU
NUM CANTO DE ALEGRIA QUE EVOLUIU
UM TOQUE DE MAGIA É MINHA SEDUÇÃO
EU SOU A ILHA DO TEU CORAÇÃO!



A obra mais completa e que mais se encaixa nas características dos sambas escolhidos pela escola nos últimos anos é a de Gugu das Candongas, Marquinhus do Banjo, João Paulo, Márcio André Filho, Arlindo Neto e Ito Melodia. Letra e melodia igualmente boas. Se encaixa bem na voz do intérprete da escola, o que não é nenhuma surpresa já que o mesmo é um dos compositores. Refrões explosivos, sobretudo o principal, do jeito que a escola gosta. Menção ao samba "O Amanhã" de 1978. O Carnaval de Avenida apóia este samba.



Autores: Gugu das Candongas, Marquinhus do Banjo, João Paulo, Márcio André Filho, Arlindo Neto e Ito Melodia
Intérprete(s): Marquinhos do Banjo

Minha alegria vai girar o mundo
Aventureira vai cruzando o mar
Trazendo Darwin na memória
Mais uma história vou desvendar
Um relicário de beleza natural
É o esplendor do carnaval
Que maravilha, nessa terra vou desembarcar
O show da Ilha vai começar

No fundo do mar eu vi brotar
Se multiplicar a vida
Mistérios vão se revelar
Nas águas que vão me levar... a caminhar


A terra abriu um sorriso
E o paraíso vai me ver chegar
Seres estão antenados
Pequenos alados bailando no ar
Lindos animais na passarela
E lá no céu, a mais linda aquarela
Do alto surgiu diferente
Não sei se é bicho, não sei se é gente?
Somos frutos do mesmo lugar
A árvore da vida vamos preservar

Hoje eu quero brindar... com a Ilha
Nessa avenida dos sonhos brilhar
O meu amanhã, só Deus saberá
A vida vamos celebrar

4 comentários:

  1. Como será que andas as eliminatórias na Ilha? o samba do Carlinhos Fuzil é um samba poético e bem escrito, porém, curto mas bem feito. Enfim, também acho que vai ganhar o Gugu das Candongas, é pra frente, pra cima e no bailado que a União pede.

    ResponderExcluir
  2. Estão faltando sambas.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo,

    a proposta do blog é de colocar apenas três sambas de cada escola, os que considera melhores.

    ResponderExcluir
  4. Está faltando um samba showwwwwwwww Fábio Sol e cia!!

    ResponderExcluir